quarta-feira, 10 de março de 2010

Plano Estratégico Administrativo


“Sem planejamento ninguém vai a lugar algum”.
Kátia Smole - UNICAMP


1 JUSTIFICATIVA

Cientes da necessidade de atender a diversidade dos níveis e modalidades de ensino, da busca constante pela permanência do aluno na escola, de minimizar índices de repetência, de dinamizar o setor pedagógico, além de criar e articular projetos e eventos, priorizando um ensino de qualidade, pretendemos garantir um ambiente acolhedor e favorável à aprendizagem e, através da ação conjunta dos segmentos e comunidade, mobilizarmo-nos na conquista de parcerias, de condições materiais e humanas necessárias para o efetivo avanço dos processos sócio-educacionais e das relações internas e externas da escola. Garantindo, desta forma, o respeito e a credibilidade junto à comunidade local, regional e estadual, através do resultado do trabalho e de ações previstas neste plano, que serão desenvolvidas na gestão 2010/2012.


2 VISÃO


“Trabalho Conjunto”

Desenvolver um trabalho de equipe com ampla participação de todos os segmentos da escola e da comunidade escolar.

“Dinamizar o Setor Pedagógico”

Priorizar ações pedagógicas que visem à qualidade do ensino e à construção de uma identidade própria para a escola.


“Priorizar o Conhecimento, a Inclusão e os Contatos Internos e Externos”
“Distribuição Coerente dos Recursos Financeiros e Humanos”

Garantir o avanço dos processos sócio-educacionais, priorizando o conhecimento, a inclusão e as relações internas e externas da escola, através da mobilização, da organização e da articulação dos recursos materiais e humanos que a escola dispõe, mantendo o espaço físico e os recursos de acordo com as necessidades da comunidade escolar.

“Significar e / ou Criar Projetos e Eventos”

Proporcionar meios para a aprendizagem efetiva e significativa dos alunos, criando um ambiente escolar acolhedor e favorável à aprendizagem, que desperte a curiosidade e o interesse de todos pelos estudos com o acompanhamento efetivo da família.

“Parcerias e Democracia a Serviço da Comunidade Escolar”

Estabelecer uma relação dialógica com a 11ª CRE, com as Secretarias Municipal e Estadual de Educação, Suepro, Legislativo e Executivo Municipal e suas equipes de trabalho, corpo discente e docente, funcionários e pais dos alunos da escola, assumindo um papel mediador , dinâmico, descentralizado e democrático.

“Estimular Ações Pedagógicas”
“Capacitação Continuada para os Professores e Funcionários”

Oportunizar reuniões com o corpo docente, coordenação pedagógica e direção, visando fomentar projetos e ações pedagógicas que possam despertar o interesse dos educandos pelos estudos.

3 MISSÃO


Tornar a Escola Estadual de Educação Básica Prudente de Morais referência local, regional e estadual, como instituição de ensino construtora de uma identidade própria, norteadora de ideais voltados ao atendimento de qualidade à demanda escolar diversificada, na qual a escola atende.

4 OBJETIVOS

Promover oficinas lúdicas, desportivas, ecológicas e de estudos, palestras, encontros, campanhas solidárias, educativas e capacitação aos professores, funcionários, alunos e pais, visando o aprendizado e à interação entre escola - família – comunidade, proporcionando exposição dos trabalhos (escola, Espaço Cultural, Câmara Municipal, Praça da Catedral, eventos do município,etc) e a divulgação das ações desenvolvidas nos meios de comunicação ( jornais e rádios da região).

Estabelecer uma rede de relações entre os alunos, professores, funcionários, pais e comunidade, visando o desenvolvimento de projetos multidisciplinares que atendam aos interesses da demanda escolar, com uma pluralidade cultural e sócio-econômica diversificada.

Buscar a participação efetiva da comunidade escolar como co-gestora, através do Conselho Escolar, CPM, Grêmio Estudantil, corpo discente e docente para a construção do Projeto Pedagógico, no gerenciamento financeiro dos recursos da escola, na definição das relações que a escola tem com os segmentos de professores, funcionários, alunos e com a própria comunidade.

Ampliar e atualizar o acervo da Biblioteca, além de dinamizar o espaço, visando aproximar os alunos e professores do ambiente de leitura, pesquisa e estudos, tornando-o acolhedor e prazeroso.

Humanizar as relações na escola, buscando o exercício da cidadania e a prática da ética e do profissionalismo em todas as ações, ocasiões e decisões.

Firmar parcerias com a 11ª CRE, prefeituras, órgãos públicos e privados, empresas, Associação Comercial do Município e entidades filantrópicas captando apoio e recursos humanos e financeiros para o investimento em melhorias, atualização dos Laboratórios (Informática, Curso Técnico, Ciências e Biologia) e desenvolvimento e criação de projetos e oficinas de aprendizagem.

Repensar junto à comunidade a segurança no ambiente escolar, garantindo maior tranqüilidade a todos os segmentos como estacionamento, vias de acesso externa e interna para automóveis, bicicletas e pedestres, locais de passeio com calçadas, asfalto, placas indicativas.

Promover reuniões periódicas administrativas e pedagógicas, com a participação dos segmentos da escola (direção, coordenação pedagógica, funcionários, professores dos setores, pais e alunos), buscando a interação, além de um melhor atendimento das solicitações e, principalmente, o esclarecimento da verdadeira situação em que se encontra a escola.

Otimizar o uso dos Laboratórios de Ciências e Informática e os do Curso Técnico, possibilitando meios para o desenvolvimento de projetos e ações que visem ao uso da tecnologia a serviço da aprendizagem de todos.

Divulgar as ações e decisões administrativas e pedagógicas, do Conselho Escolar e CPM, os projetos e pesquisas desenvolvidos pelos professores e alunos em sala de aula e os eventos da escola, retomando o Jornal Informativo “Prudente” - semestral , criando um Painel Informativo para os alunos (Ensino Médio, Curso Técnico) e um Blog e/ou página atualizado na Internet, estabelecendo uma rede de relações com a comunidade escolar, com outras instituições de ensino e com o mundo.

Integrar o Ensino Médio de Surdos ao contexto escolar, além do Ensino Médio Noturno e Diurno e o Curso Técnico em Eletrotécnica ao mercado de trabalho e das profissões, oportunizando palestras, debates, seminários e visitas a empresas, faculdades, indústrias, universidades e outras instituições de ensino.

Repensar junto ao corpo docente, alternativas viáveis, visando à melhoria da qualidade do Ensino Médio Noturno e a permanência dos alunos na escola, através de ações como: visitas a outras instituições de ensino, criação e execução de novos projetos, revendo os Planos de Estudos ( base curricular e os conteúdos), para que possamos tornar o ensino mais atraente, acessível e próximo da realidade daqueles que precisam estudar à noite.

Organizar salas temáticas para os alunos do Ensino Médio, visando à melhoria da qualidade do ensino e o melhor aproveitamento do espaço físico.

Rever os Planos de Estudos e o Regimento Escolar, atualizando-os conforme a demanda e as necessidades do contexto escolar, respeitando as leis.

5 PROJETOS / OFICINAS

Biblioteca Dinâmica;
Reforço Escolar;
Oficinas: Teatro, Dança, Libras, Brinquedos e Artesanato (tricô, crochê, pintura, bordado, fuxico, madeira, papel, produção de material de higiene / sabão, detergente objetos para ornamentação);
Meio Ambiente – Amigos do Verde (jardinagem, horta, trilha ecológica.)
Ação Solidária a Serviço de Todos (campanha do agasalho, de alimentos, visitas de apoio);
Esportes – Saúde e Vida (iniciação desportiva, treinamentos, competições);
Brinquedoteca e Jogos Didáticos (confecção e execução);
Semana Cultural – Culminância das Oficinas e dos Projetos (Palco Livre, Feira do Livro e do Artesanato, apresentações artísticas: Teatro, Dança, Música);
Ensino Médio em Ação (Vestibular Simulado, Orientação Vocacional, Feira das Profissões, Olimpíada da Matemática, Seminários, Torneios);
Formação Continuada para professores e funcionários;
Jornal Informativo, Painel Informativo, Blog e página na Internet;
Família Atuante, De Bem com a Turma;
Semana do Técnico Industrial (visita a empresas, divulgação do curso junto à comunidade regional, com exposição de trabalhos, visitação às oficinas técnicas e esclarecimentos sobre o curso);
Oficina do Empreendedor (parceria com a FACOS);
Semeando Oportunidades / Aprendendo com as Técnicas Comerciais e Industriais (Gestão Pessoal e Empreendedora);
Tecnologia a Serviço da Comunidade Escolar (Laboratório de Informática).